Sábado, 22 de Junho de 2024
°C °C

Vereador de Camocim morre após ser esfaqueado em restaurante

Duas outras pessoas, incluindo o dono do restaurante, também foram esfaqueadas, mas não há informação sobre o estado de saúde

29/04/2024 às 06h36 Atualizada em 25/05/2024 às 10h30
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: Diário do Nordeste
Compartilhe:
O vereador César Veras foi esfaqueado no início da tarde deste domingo (28)
O vereador César Veras foi esfaqueado no início da tarde deste domingo (28)

O vereador de Camocim, César Veras, morreu neste domingo (28) após ser esfaqueado em restaurante no litoral de Camocim no início da tarde. O parlamentar, que presidiu a Câmara na cidade, foi esfaqueado no pescoço, na presença da esposa e da filha. 

Outras duas pessoas também foram esfaqueadas, entre elas o dono do restaurante Euclides Oliveira. O empresário foi transferido para Sobral, mas o estado de saúde não foi confirmado. A terceira vítima não teve a identidade divulgada. 

Segundo testemunhas, o suspeito do crime é um garçom do próprio restaurante. Ainda segundo os relatos, não houve nenhuma discussão ou briga antes do esfaqueamento. Funcionários do estabelecimento acreditam que o suspeito possa ter "surtado" antes de golpear as vítimas. 

O governador Elmano de Freitas confirmou a prisão do suspeito. "Determinei rigor máximo na apuração dos fatos. Nossas forças de segurança já prenderam o suspeito, que será colocado à disposição da Justiça", disse em publicação neste domingo. 

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou que o suspeito é garçom no restaurante onde ocorreu o crime e foi preso com a arma usada para esfaquear as três vítimas. Ele foi preso por agentes do Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio) e da Polícia Militar. 

Ele foi conduzido para a Delegacia Regional de Sobral e autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil e sem chance de defesa e por duas tentativas de homicídio qualificado. A Polícia Civil segue com a investigação em andamento para descobrir a motivação do crime.

A Câmara Municipal de Camocim divulgou nota lamentando o ocorrido. 

"A mesa diretora com o apoio de todos os vereadores que compõem esta casa disponibilizou todo apoio possível aos seus familiares e está junto as autoridades cobrando celeridade na resolução do caso", completa o texto.

A casa legislativa também decretou luto oficial por sete dias devido ao falecimento de César Veras. Durante o período, ficam suspensas todas as atividades legislativas e parlamentares, sendo mantido apenas o expediente interno da Secretaria e da Tesouraria da Câmara Municipal.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.