Sábado, 22 de Junho de 2024
°C °C

Ceará ultrapassa 41°C e registra maior temperatura do mês de novembro

Com 41,8°C, a cidade de Santa Quitéria teve o registro do segundo maior pico de temperatura do estado. O mais alto foi alcançado no fim de outubro na cidade de Jaguaribe.

21/11/2023 às 14h34 Atualizada em 13/12/2023 às 16h22
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: G1/CE
Compartilhe:
Ceará ultrapassa 41°C e registra maior temperatura do mês de novembro

O segundo maior pico de temperatura já registrado no Ceará foi captado na tarde deste sábado (18) na cidade de Santa Quitéria. Foram 41,8°C registrados pelos termômetros às 15 horas, conforme o monitoramento da Plataforma de Coleta de Dados (PCD) da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O recorde continua sendo a temperatura de 41,9°C registrada em Jaguaribe no dia 31 de outubro.

Com o registro, Santa Quitéria ficou com a maior temperatura do mês de novembro até agora. No registro de Temperaturas Máximas do Ar a 2 metros, Santa Quitéria apareceu com 36,8 °C neste sábado.

No mês de agosto, o calor na cidade já havia até derretido o asfalto em um trecho da CE-257. Neste mês, outro pico foi registrado em Jaguaribe, que chegou aos 40,4°C na última terça-feira (14).

Conforme a Funceme, o mês de outubro de 2023 havia registrado 16 picos de temperatura a partir de 40°C, com valores mais expressivos em Jaguaribe, Barro e Crateús. Em outubro de 2022, houve apenas dois registros acima desta temperatura no Ceará.

Conforme o meteorologista Lucas Fumagalli, os picos de temperatura nesta época do ano no Ceará são mais comuns principalmente devido à escassez de chuvas entre os meses de agosto e novembro.

Confira as maiores temperaturas registradas nos últimos 15 dias:

41,8°C: Santa Quitéria (às 15h do dia 18 de novembro)
40,4°C: Jaguaribe (às 15h do dia 14 de novembro)
39,1°C: Barro (às 15h do dia 8 de novembro)
38,5°C: Alto Santo (às 16h do dia 8 de novembro)
38,5°C: Varjota (às 16h do dia 8 de novembro)

O registro de altas temperaturas tende a continuar nas próximas semanas. O fênomeno El Niño continua atuando fortemente e deve atingir os períodos de pré-estação (dezembro e janeiro) e estação chuvosa (fevereiro a maio) do Ceará, comentou o meteorologista Flaviano Fernandes, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) em entrevista à TV Verdes Mares.

Combinado com a diminuição da umidade do ar, o forte calor e a exposição ao sol podem agravar quadros de doenças respiratórias e levar a problemas de desidratação, tontura, náusea e até confusão mental.

Para se proteger neste período, algumas dicas são: procurar locais com sombra, usar roupas leves e apostar na hidratação.

Segundo o clínico geral Davi Pontes, a indicação é beber pelo menos um litro de água a mais do que o habitual e andar sempre com uma garrafa de água para lembrar sempre de reforçar a hidratação.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.