Sábado, 22 de Junho de 2024
°C °C

Prefeita de Granja, Juliana Aldigueri, renuncia ao cargo; Aníbal Filho, cunhado dela, assume

A prefeita disse que a cidade ficará em "boas mãos", ao ser agora administrada pelo cunhado

06/09/2023 às 22h25 Atualizada em 26/09/2023 às 22h27
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: Diário do Nordeste
Compartilhe:
Juliana Aldigueri, agora ex-prefeita de Granja.
Juliana Aldigueri, agora ex-prefeita de Granja.

A prefeita de Granja, Juliana Aldigueri (PDT), pediu renúncia do cargo nesta quarta-feira (6), em ofício enviado à Câmara Municipal. Agora, fica de forma permanente no comando do município o então vice Aníbal Filho (PDT). 

O presidente da Casa, vereador Fanta (PDT), explica que há cerca de dois meses a gestora pediu uma licença por motivos de saúde, dando lugar ao vice. O afastamento durou 30 dias e foi prolongado por igual período. Porém, antes de completar os 60 dias, ela pediu renúncia.

O deputado Romeu Aldigueri (PDT), esposo de Juliana e irmão de Aníbal, afirmou ao Diário do Nordeste que, apesar da licença, ela está "bem" e que ela gostaria de conciliar melhor o tratamento e a família. O casal tem três filhos.

Por meio de nota, Juliana reiterou a declaração do esposo e saudou o, agora prefeito, Aníbal Filho.

“Não tenho dúvidas de que Granja continuará em muito boas mãos com o vice-prefeito Aníbal Filho que já estava assumindo interinamente e seguirá ainda mais firme no percurso de crescimento e desenvolvimento tracejado pelo nosso líder político, deputado Romeu Aldigueri e pela ex-prefeita Amanda Aldigueri”, disse.

ELEIÇÕES
Ainda de acordo com Romeu, essa é uma decisão pessoal também porque Juliana não quer concorrer à reeleição. Assim, dando espaço para o vice assumir a Prefeitura, ele pode concorrer como cabeça de chapa no próximo ano sem ferir o que a legislação versa sobre nepotismo na administração pública.

A Constituição Federal diz que são inelegíveis o cônjuge e os parentes consanguíneos ou afins, até o segundo grau ou por adoção, dos chefes do Executivo (em qualquer instância) ou de quem os haja substituído dentro dos seis meses anteriores ao pleito, salvo se já titular de mandato eletivo e candidato à reeleição.

Aníbal, por ser cunhado de Juliana, encaixar-se-ia na regra. Com a renúncia, agora, ele tem caminho livre para se candidatar como prefeito. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.