Segunda, 23 de Maio de 2022
25°

Pancada de chuva

Umirim - CE

Dólar
R$ 4,81
Euro
R$ 5,15
Peso Arg.
R$ 0,04
Polícia INVESTIGAÇÃO

Jovem acorda com barriga aberta e órgãos à mostra após usar drogas alucinógenas em Guarapari

Polícia Civil do Espírito Santo investiga o caso; após quinze dias do ocorrido, autoridades ainda não sabem o que aconteceu

01/02/2022 às 10h47 Atualizada em 15/02/2022 às 15h31
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: Diário do Nordeste
Compartilhe:
Casal relata que não se recorda do que aconteceu durante a noite.
Casal relata que não se recorda do que aconteceu durante a noite.

Um estranho caso tem intrigado moradores e autoridades locais do município de Guarapari, no Espirito Santo, segundo o jornal O Globo. No último dia 16 de janeiro, um casal de jovens decidiu passar a noite na areia da Praia do Ermitão, onde fizeram uso de drogas com substâncias alucinógenas, do tipo LSD.

Porém, ao acordar algumas horas depois, o rapaz de 20 anos acordou ensaguentado ao lado da namorada. Sua barriga estava aberta e parte dos órgãos à mostra. 

Após pedir socorro ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi encaminhado a um hospital de Vitória, capital do Espírito Santo, onde está internado, tendo sobrevivido aos ferimentos. A mulher que o acompanhou na virada da noite do dia 16 de janeiro também foi encaminhada ao local.

INVESTIGAÇÃO DO CASO

Depois de quinze dias de investigação sobre o caso, a Polícia Civil do Espírito Santo segue sem respostas para o que aconteceu.

Conforme O Globo, uma das versões a que os policiais tiveram acesso e que teve repercussão nas redes sociais foi de que a jovem teria aberto a barriga do namorado durante o efeito alucinógeno, acreditando ser uma cirurgiã.

Porém, apesar dessa versão, os agentes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari apontam que não há como afirmar que a mulher esteja envolvida no crime, e que ainda não podem revelar detalhes sobre o inquérito.

"A Polícia Civil informa que o fato é de conhecimento da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari, que já iniciou diligências para elucidar o caso.  Até o momento não há como afirmar que a namorada da vítima esteja envolvida. Nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto".

POLÍCIA CIVIL DO ESPÍRITO SANTO

Em depoimento, os dois declararam não se lembrar do que aconteceu naquela noite. No entanto, segundo o jornal Estado de Minas, ambos confirmaram o uso de drogas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.