Quinta, 20 de Janeiro de 2022
30°

Poucas nuvens

Umirim - CE

Dólar
R$ 5,42
Euro
R$ 6,14
Peso Arg.
R$ 0,05
Ceará REVEILLON

Grandes festas de réveillon estão proibidas no Ceará, conforme decreto

Capacidade será limitada em 5 mil pessoas em eventos em locais abertos; em ambientes fechados, capacidade máxima será de 2,5 mil pessoas, conforme já estabelecido em decretos anteriores.

29/11/2021 às 10h24 Atualizada em 06/12/2021 às 14h25
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: G1 Ce
Compartilhe:
Foto ilustrativa
Foto ilustrativa

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou nesta sexta-feira (26) que os grandes eventos de réveillon estão proibidos em todo o Estado em 2021. Só serão permitidos eventos cumprindo as medidas previstas para o período, que se inicia em 16 de dezembro. A previsão é que eventos possam receber até 2,5 mil pessoas em ambientes fechados e 5 mil pessoas em locais abertos.

"Todos os grandes eventos de réveillon estão proibidos em todo o estado do Ceará. Só serão permitidos os eventos cumprindo as regras permitidas nos atuais decretos, que permitirá a partir do dia 16 de dezembro 2,5 mil pessoas em ambientes fechados e 5 mil em ambientes abertos, com controle de acesso e a exigência do passaporte sanitário", disse o governador.

Conforme Camilo, a decisão tomada pelo Comitê de Enfrentamento à Pandemia do coronavírus ocorreu "por absoluta prudência, responsabilidade e respeito de forma prioritária à vida dos irmãos e irmãs cearenses".  Ele citou o aumento dos casos da Covid-19 na Europa e o surgimento de uma nova variante que preocupa cientistas do mundo todo.

O novo decreto também deve trazer a possibilidade de estabelecimentos, que ainda possuem restrição de capacidade de público, como academias, cinemas e teatros, poderem ocupar 100% da capacidade, desde que cobrem o passaporte da vacina. As medidas passam a valer na segunda-feira (29).

Decreto atualmente em vigor no Ceará obriga o uso de máscaras, proíbe eventos com aglomeração e exige o "passaporte da vacina" para entrar em estabelecimentos como restaurantes, bares e também em eventos. O governador afirmou que a necessidade de apresentação do passaporte vacinal fez com que várias pessoas buscassem a vacinação.

"Desde a exigência do passaporte, houve um aumento da procura das pessoas por vacinação", ressaltou o governador.

Carnaval será reavaliado                                                               

Apesar de ainda não haver uma decisão sobre o carnaval, o governador afirmou também que a tendência é que as festas sigam as mesmas normas definidas para o réveillon.

"Sobre o Carnaval, deveremos seguir no mesmo rumo, mas isso será discutido posteriormente pelo comitê aqui no estado do Ceará. Minha posição pessoal, já coloquei aqui nesta semana, mas deveremos sempre, de forma dialogada, todas as decisões, sempre tem discutido também com setores do estado do Ceará", disse o governador.

Ritmo da vacinação

No Ceará, 74,2% da população recebeu duas doses da vacina ou a dose única e são consideradas imunizadas contra a Covid-19, conforme o Governo do Estado; 87,46% dos cearenses receberam ao menos a primeira dose.

Conforme o Ministério da Saúde, a população deve ser vacinada ainda com a dose de reforço, cinco meses após receber as duas doses do imunizante.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.