Quinta, 26 de Novembro de 2020
Política DECRETO

Camilo proíbe realização de eventos fechados em todo o Ceará; novo lockdown é desmentido

Contaminação maior entre pessoas de 20 a 39 anos foi destacada pelo governador, que também alertou para conter

23/10/2020 20h15 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: Diário do Nordeste
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O governador Camilo Santana participou, na tarde desta sexta-feira (23), de uma reunião com o comitê que delibera sobre o plano de retomada econômica do Ceará. Na ocasião, o grupo definiu a proibição da realização de eventos festivos em ambientes fechados no Estado a partir do próximo decreto, que passa a valer na próxima segunda-feira (26). 

De acordo com o chefe do Executivo estadual, os especialistas da saúde apresentaram argumentos e estudos que apontam os locais fechados os maiores disseminadores do coronavírus neste momento, com maior potencial de risco de contaminação, principalmente quando não há o uso da máscara. 

Casos entre jovens e adultos

Ele chamou atenção para um dado apresentado na reunião: de que o aumento recente de casos registrado em algumas áreas de Fortaleza tem atingido, com maior intensidade, as pessoas entre 20 e 39 anos de idade.

'Novo lockdown'

Camilo Santana também reforçou a importância da ação da Justiça Eleitoral e Ministério Público Eleitoral (MPE) para conter os abusos praticados nos eventos da campanha política. "Não podemos aceitar que sejam promovidas aglomerações de forma inconsequente, colocando em risco a vida das pessoas", afirmou.

Nas redes sociais, o governador ainda aproveitou para desmentir um boato surgido na última quinta-feira (22) de que o Governo estaria anunciando um novo lockdown.

"Não há qualquer previsão nesse sentido. Esse aumento recente de casos em algumas áreas mostra que não podemos relaxar os cuidados, porque a pandemia ainda continua, mas sem a necessidade, neste momento, de medidas mais extremas", disse Camilo Santana.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.