Sábado, 30 de Maio de 2020
85 981562733
Ceará DENÚNCIA

Suposta fraude em atestado de óbito por COVID domina debate na Assembleia

A denúncia de que médicos estariam sendo pressionados para atestar morte por coronavírus.

14/05/2020 13h23 Atualizada há 1 semana
Por: Redação Umirim Notícias Fonte: CEARÁ AGORA
Divulgação
Divulgação

Os debates sobre possíveis fraudes em atestados de óbito no Ceará dominaram, nesta quinta-feira (15), a sessão remota realizada pela Assembleia Legislativa. A denúncia de que médicos estariam sendo pressionados para atestar morte por coronavírus foi feita pelo Sindicato dos Médicos.

A discussão começou a partir de um requerimento apresentado pela deputada estadual Augusta Brito (PC do B) com pedido de uma reunião da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa para ouvir o presidente do Sindicato dos Médicos, Edmar Fernandes. O requerimento de Augusta é subscrito pelo deputado estadual Guilherme Landim (PDT) que chamou a denúncia como criminosa.

O Sindicato dos Médicos do Ceará denunciou que vem recebendo denúncias de que os profissionais estariam sendo pressionados a atestarem o resultado dos óbitos como “suspeita de COVID-19”, sem que se façam quaisquer exames mais precisos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.