Teste 1
FLAMENGO

Torcedor cearense passa mal e morre após gol do Flamengo contra River Plate

Flamenguista começou a infartar após o segundo gol marcado contra o River Plate

25/11/2019 14h59
Por: REDAÇÃO UMIRIM NOTÍCIAS
Fonte: DIÁRIO DO NORDESTE
Parente relata que Washington era torcedor fanático do time carioca.
Parente relata que Washington era torcedor fanático do time carioca.

O torcedor do Flamengo Washington Vasconcelos, de 40 anos, passou mal e faleceu na tarde deste sábado (23) enquanto assistia a final da Copa Libertadores em casa, no bairro Conjunto Ceará. No segundo gol marcado contra o River Plate, time argentino, o empresário cearense começou a se sentir mal e foi socorrido por vizinhos que o encaminharam para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Washington estava em casa com a filha de 8 anos, os sogros e sua comadre, quando precisou ser socorrido. Ele se queixou de uma fraqueza nas pernas assim que começou a comemorar a vitória do time. Em seguida ele caiu e sua comadre tentou ajudar, porém foi necessário levá-lo a UPA já que a ambulância solicitada demorou a chegar no local. Na ocasião sua esposa estava no trabalho.

Um parente da família, que preferiu não se identificar, conta que outros casos de morte por infarto já foram registrados na família. “Ele infartou no segundo gol do Flamengo, ele era flamenguista doente. Talvez (tenha sido) por conta da emoção”, relata. O familiar disse que outros casos de infartos já foram registrados na família.

Fabíola Serpa, cunhada do homem, foi ao local para ajudar a socorrê-lo. “Os homens pegaram ele, colocaram no carro de um vizinho. Fomos o vizinho, eu e ele. Só que na UPA ele já estava sem batimentos, tentaram reanimar, fizeram de tudo, mas infelizmente não conseguiram”, conta.

Ela relata que Washigton não tinha nenhum problema físico, caminhava, pedalava e cuidava bem da alimentação e lembra que ele havia marcado um cardiologista por reclamar de um desconforto no peito. “O médico, no atestado de óbito, colocou que ele teve uma arritmia e que na hora o sangue foi para o pulmão. A palavra que ele usou é que foi uma fatalidade”, frisa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.