Teste 1
POLÍCIA

Policial militar mata marido e diz que atirou para se defender de agressões

Ela disse que assassinou o companheiro depois de ele agredi-la. Caso aconteceu na madrugada deste domingo, no Pará

17/06/2019 13h45Atualizado há 5 meses
Por: REDAÇÃO UMIRIM NOTÍCIAS
Fonte: O Povo
Em depoimento, a policial disse que matou o marido após ser agredida(Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)
Em depoimento, a policial disse que matou o marido após ser agredida(Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

A policial militar Alanna Patrícia da Cruz Barros, 29 anos, é investigada pela morte do seu marido, Thiago Valdiney Bezerra Dias, de 30 anos. Ele foi morto a tiros na madrugada deste domingo, 16, por volta de 4h30min. A informação é do portal O Liberal.

Ela informou em seu depoimento que agiu em legítima defesa, ao reagir a agressões que ela cometeu, segundo informou a policial. A informação é do portal G1. Ela vai responder em liberdade. 

O crime ocorreu, em Ananindeua, na Grande Belém, no Pará. Ele chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas não resistiu.

Depois do assassinato, a policial Alanna, lotada no 2° Batalhão da PM, se apresentou voluntariamente à Polícia e foi encaminhada à Divisão de Crimes Funcionais (Decrif) da Polícia Civil, que investiga o episódio. A arma utilizada foi apreendida, no qual deverá passar por análises da perícia. A Corregedoria-Geral da Polícia Militar vai instaurar procedimento administrativo.

Os dois eram casados há mais de 12 anos. O casal tem uma filha de 10 anos, seguindo informação do portal O Liberal, do Pará.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.